12.8.04

Suicídio?

Um coração
à 132 Km/h
espatifou-se contra um poste.

"Estava alcoolizado (...)
acabou perdendo o controle.",
lia-se nos laudos
que um burocrata fez publicar sobre o caso.

Acrescentou ainda
os trágicos passamentos de:
- 1 cérebro;
- 2 pulmões (em nem tão bom estado);
- 1 fígado;
- 1 baço.

Como nota de rodapé
anotou indiferente:
"(...) as estatísticas revelam que todas as vítimas eram jovens."

---------------------------------------------------------------

Esse é um texto bastante velho q reencontrei e reescrevi hoje... Gosto qdo esse tipo de coisa acontece... Registro tb q continuo procurando pelo bom e velho "Lucas" (um personagem recorrente -- e algo autobiográfico -- q costumava dar as cara nos textos de alguns anos atrás)... faz um tempo q não o vejo (nem o personagem nem os poemas)... Se ele passar pela rua, avise q ainda estou por aí e falem desse blog...

Qto ao texto de hoje?? Bom, antes de mais nada ele é puramente ficcional, uma mistureba de metáforas orgânicas, metonímia e alguma referência à Kafka na figura de um (ora! mas quem diria) burocrata.

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom, querido, se todos eram "jovens" imagino que o fígado não estava em bom estado tanto quanto o pulmão!rs.

Angelina disse...

pobrezitos...

filme na cabeça >> qq um com James Dean