9.12.05

Fristões

Pelo que li sobre o discurso de Harold Pinter durante a cerimônia de entrega do Nobel - o dramaturgo inglês abiscoitou o de literatura - na quarta-feira passada, a moda do justiçamento pela bengala lançado por Yves Humblet está ganhando adesões no mundo literário com uma rapidez impressionante.

O vídeo e o texto do discurso podem ser encontrados aqui.

3.12.05

Procura-se Rowling desesperadamente!

Oferece-se prêmio a quem encontrar a multimilionária escritora inglesa que vive semi-reclusa num castelo.

Da série fait divers que fizeram meu dia: A norueguesa Nina Grünfeld anda dizendo por aí que a mundialmente famosa J.K.Rowling - criadora do mais lucrativo bruxo de todos os tempos - não passa de uma invenção. A matrona loira que dá entrevistas por aí não passa de uma atriz contratada para dar um rosto público à um grupo de anonimos escritores fantasmas contratados pela Bloombury e pela Warner para trabalhar na mina de ouro bruxo.

---------------------------------------------------------------

Sobre isso, o Padre Qevedo com se característico sotaque espanhol diria: "Ela não equiziste".

2.12.05

Whag the dog

"Why does a dog wag its tail? Because a dog is smarter than its tail. If the tail was smarter, the tail would wag the dog", ditado norte-americano.

Traduzido fica: Por que o cachorro abana o rabo? Porque o cachorro é mais esperto que o rabo. Se o rabo fosse mais esperto, ele abanaria o cachorro. Traduzindo: se você for esperto o bastante, mesmo que você não tenha realmente o poder de controlar algo pode acabar dando um jeitinho. O mote foi usado no altamente recomendável "Mera coincidência" e também na Guerra do Iraque. O que não deixa de ser um tanto assustador.

As putas e os filhos

Ai meus sais! Nem bem volto do molho e sacoleira de alto-padrão Eliana Tranchesi -- dona dum tipo de 25 de Março para os muito ricos, a Daslu -- já está aprontando das suas de novo... A meca do consumo endinheirado resolveu mandar sua tropa particular de advogados empastelar juridicamente o projeto de uma cooperativa de costureiras patrocinado pela Davida -- uma ONG do Rio que atende prostitutas. Motivo? Pura falta de senso de humor!

Para vender as roupas que fariam, as prostitutas profissionais da boca do lixo pretendiam lançar a marca Daspu (contração óbvia de "das putas" e trocadilho infame com o nome da loja chic). Ciosa de que essa similaridade pudesse confundir as loiríssimas dondocas da Vila Nova Conceição que formam sua base de consumo, Eliana quer fazer com que as "concorrentes" mudem o nome de seu planejado empreendimento.

Ao invés desse bafafá todo não era mais fácil cada uma das empresas adotar os seguintes slogans complementares: "Daspu, vestindo as putas"; "Daslu, vestindo os filhos delas"? Fica aí a sugestão.

1.12.05

Na crista

Já duram bem mais de 15 os minutos de fama da simpática cria do P. Dória. Nesse meio tempo a Bruna Surfistinha descolou pretendente sério, juntou um pé-de-meia, largou a vida fácil, consolidou o blogue e lançou um livro (que, pelo exerto, contou com um bom trabalho de ghost). Rolam negociações para uma versão cinematográfica. Em sua reinvenção como neo-Madalena transfigurada em neo-Cinderela, a ex-garota de programa ainda ensaia um plano para uma legítima carreira como sexóloga-celebridade, produto que sempre encontra saída na TV (basta pensar na Marta Suplicy).

Pois é, cada geração tem a Hilda Furacão que merece.

Vale a Pena Ver de Novo

Na disputa entre as novelas atualmente no ar, a da cassação do Zé Dirceu já perigava bater a Alma Gêmea em longevidade. Hoje, finalmene terminou. O Ibope foi um estouro: 96,5% (ou 495 dos 513 picaretas)! Agora voltamos a programação normal.