27.7.04

Sobre Mongaguá

O Anjo-Menina
é bicho pequeno
estendido macio
na cama que quero

Abençoa meu olho
teu corpo no cio
queimando sereno
o quarto inteiro

cativa e expulsa
reclama e deseja
arranha e me beija
tentando provar

do mistério do sexo
há tanto escondido
pelo manto puído
de vergonha e pecado

esquece ligeiro
dessa ladainha
espreme teu corpo
libera teu cheiro

rala e escava
sua e resmunga
cala e me embala
buscando rasgar

esse véu virtuoso
mas tão obscuro
encobrindo no rosto
a malícia e o gozo

no final nos misturo
me costuro contigo
desperto o infinito
de mulher em teu peito

grita e rebenta
sangra e empolga
exulta e me ama
é o fim da refrega

-------------------------------

hehehehehehehehehe... um poema relativamente antigo do qual gosto muito... Embora mais por motivos pessoais - e um tanto qto óbvios - do q pelos - muito questionáveis - méritos artísticos ou técnicos... Acho q o Anjo-Menina gostaria q eu falasse dela (ela quase sempre gosta qdo faço isso), mas isso seria misturar vida pessoal nos comentários prosaicos q venho colando ao final de cada texto e isso aqui é p ser um caderninho pessoal de poesia e não um diário íntimo... por isso calo... ;-)

Se tem algo q gosto no texto é o rítmo, esse é o gde potencial nele... mas tecnicamente ele não é lá muito bom pelo fato de ter sido composto num esquema meio "escrita automática" (tenho outras esperiências constrangedoras na área) na verdade pretendo retrabalhá-lo eventualmente... quero dua coisas: tentar ajusta-lo a uma métrica rígida (penso especialmente em redondilha p dar um certo ar de cantiga); encontrar uma solução de verdade p as rimas... é bem provavel q esse poema sofra diversas edições em um futuro bem próximo...

3 comentários:

Angelina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Ego um tanto quanto inflamado não? Mas pareceu-me intenso (um pouco agressivo talvez), gosto de coisas intensas, mesmo que (como vc disse anteriormente) dor intensa, desagrado intenso... intenso é um conceito que muito me agrada!! Bom, voce já é um conceito que muito me agrada.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.